Pai_dos_Povos

Domingo, 1 de Maio de 2005

A eterna questão pseudo-intelectual e pseudo-erudita: traduções Europa-América vs. Bertrand?

Camaradas, venho hoje expor uma situação com a qual me tenho deparado várias vezes, e a qual, sinceramente, me entristece. Infelizmente é um reflexo do baixo nível que as tertúlias pseudo-intelectuais portuguesas possuem.


Tudo se passou num espaço altamente erudito: encontrava-me eu, num destes finais de tarde primaveris, a participar numa animada tertúlia sobre literatura quando, um dos participantes, um jovem bloquista, trostskista, óculos de massa pretos, a fumar cachimbo, gola alta (ou não fosse ele bloquista), enfim um pseudo-intelectual pseudo-francófono (um daqueles jovens provincianos frustados, a quem a entrada na universidade de Lisboa ou Porto metamorfoseia, transformando-se num amante de tudo o que é erudito, tudo o que o possa transformar numa figura mais importante do que a do parvo lá da aldeia dele), enfim, esse jovem decide levar a conversa para um tema que considero do mais degradante pseudo-intelectualismo, pseudo-eruditismo, pseudo-inteligente, pedante e pretensionista: as traduções.


"Mas, caros colegas, qual consideram vós a melhor tradução, a da Bertrand ou a da Europa-América?" Tentei abstrair-me da conversa, evitar o confronto directo, confesso. Contudo, foi-me dirigida uma pergunta: "Qual foi a melhor tradução do Em busca do tempo perdido que já leu?"


Não me pude conter! Heresia! Provocação das provocações, perguntar-me, a mim, um erudito que só vê cinema europeu em pequenos cineclubes (excepto os do Lars Von Trier e os do Almodovar, esses comercialecos vendidos); eu, que frequento a Livraria Ler Devagar bisemanalmente, o CCB (Centro Cultural de Belém, não o Centro Comercial da Buraca) diariamente; a fundação Szenes-Vieira da Silva trimensalmente; eu, que só ando nos eléctricos antigos (por isso demoro tanto tempo a chegar a casa); eu que snifo rapé e leio o La Republique! Qual a tradução que eu prefiro?


Após beber um golo de vinho - é erudito beber vinho fora das refeições, caso não saibam - respondi, num tom contido e suave: "Tradução? Oh meu caro amigo, para quê? Tradutore traditore, como o povo costuma dizer. De Marcel Proust, se é a ele que te referes, li o À la recherche du temps perdu. Era essa a obra a que te referias? Considero de uma enorme baixeza intelectual reduzir toda a grandeza de uma obra a uma mísera tradução, que, pela ambiguidade implícita nesse processo, faz perder muita da inteligibilidade originalmente contida nela, do sentido primeiro vertido pelo autor." Foram mais ou menos estas as palavras que proferi, penso. Não estava muito inspirado nesse dia.


De facto, qual o prazer de ler, por exemplo Shakespear em alemão? Ou Borges em italiano? Ou José Luis Peixoto e Margarida Rebelo Pinto em português, braile ou qualquer outra língua conhecida, viva ou morta?


Cruel traição ao espírito, ao génio da obra! É um pouco como ir ao Colombo: eu só vou às Amoreiras, é mais in; como gostar de futebol, eu é mais xadrez e pelota basca; como fazer turismo em locais de praia vulgares, daqueles infestados de casais portugueses em lua de mel (Brazil, República Dominicana, Tailândia), eu só viajo pela Europa Central, para ver museus, e pelos mais recônditos esconderijos de África, de modo a contactar com outras realidades etnográficas. Ou como ir ver pseudo-cinema aos grandes centros comerciais, em vez de ir apreciar o verdadeiro cinema, a verdadeira 7ª arte, a um pequeno cineclube ou cinemateca, locais transbordando de eruditismo e intelectualidade! Ou como beber coca-cola, essa água suja do imperialismo, em vez do saboroso Snappy!


Camaradas, os pseudo-intelectuais vencidos jamais serão vencidos (ou obrigaos a pensar)!


Não desanimemos! A Revolução Cultural (Viva o Zé Dong!) acontecerá num futuro próximo, tal como a reforma agrária e o titulo de campeão nacional de baseball para o União da Madeira! E nesse dia, todos os portugueses serão obrigados a ler Dostoievsky em russo, Marx em alemão, Rimbaud em francês e o livro do José Mourinho em esperanto! A LUTA CONTINUA!

publicado por товарищ V. E. às 09:54
link do Manifesto | Debater | Adicionar ao Livrinho Vermelho
8 comentários:
De Acolito Espirita a 14 de Maio de 2005 às 12:19
Praias do sul do Brazil?Bela merda...
Só pra fazer filmes porno com o Alexandre Frota.
Você conhece as praias do Algarve? Muito melhores! Vá a Quarteira e compare só com o Bráziu!
(ler tudo com a pronuncia brazuca)
De NANE a 7 de Maio de 2005 às 04:08
Não fales assim, que coisa...Aqui no Brasil temos sim, praias bonitas e nada vulgares, como em todo lugar...Aliás vc conhece as praias do Sul do Brasil?
De killer sentimental a 3 de Maio de 2005 às 09:11
a frase do Vinni Corrêa nao faz sentido hihi! "achei QUE o seu blog é deveras interessante!"ou entao "achei o seu blog DEVERAS interessante!" acho piada à utilização da palavra deveras... mui erudita...tal como o comentario em questão...lalala... foi camões que ma ensinou :D. weee. bisouzitos popcornicos com acentuação francesa, obviamente.
De Vinni Corra a 2 de Maio de 2005 às 17:22
Achei o seu blog é deveras interessante!
De killer sentimental a 2 de Maio de 2005 às 06:48
estejam descansados... eu li Rimbaut/Verlaine/Baudlaire em francês o engraçado foi mesmo ler H.G. Wells em francês também... e Moravia e Albert Cohen em francês... mas ler rimbaut em francÊs já um começo... daqui a nada sou uma pessoa erudita... culta já sou lalalaa. bisouzitos popcornicos. mas concordo como astropastor estaladoes rulam e são socios. weee.
De pataphisico_azul a 2 de Maio de 2005 às 03:13
Digo, eruditos.
De pataphisico_azul a 2 de Maio de 2005 às 01:41
Eu cá considero estaladões na boca bem intelectuais.
De astropastor a 1 de Maio de 2005 às 17:11
Esse pseudo-intelectual, devia era ter logo levado um estaladão na boca. Não sendo uma atitude erudita, seria bem satisfatória.

Argumentar

товарищи

Lenin

Manifestos recentes

Abençoados

10 de Junho

Year Zero

Descoberta fantástica!

Fruta

A luta continua!

Após uma tragédia no meu ...

O Natal

Eu

Aquecimento global

God-Zilla

Materialismo dialéctico

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Carlos

pesquisar

 
Marxismo

Ligações obscuras

subscrever feeds