Pai_dos_Povos

Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007

Fruta

Esta semana, tive uma experiência muito interessante. Não, não me estou a referir a uma experiência envolvendo um guineense de dois metros, um rapazinho brasileiro (maior de idade, atenção…) e muita vaselina. Disso falar-vos-ei talvez noutra ocasião.
A experiência que tive foi comer um pomelo (que também não é um membro da famiglia Pomeli). Um pomelo é uma fruta. Não sei se é produto de engenharia genética ou não (apesar de parecer). Só sei que é made in China. Passo a descrever. Um pomelo é um citrino, mais ou menos do tamanho de um melão, e da cor de uma toranja. Mas isso é por fora.
Passo então a descrever a minha epopeia tentando consumir o pomelo. Ora, comecei por cortar o topo (depois de cinco minutos a tentar decidir onde era o topo), como se faz a uma laranja. Sendo um fruto de tamanho considerável, cortei uma boa parte do topo. Não alcancei nada a não ser a pele branca que existe em qualquer citrino. Cortei mais uma boa fatia, e o resultado foi o mesmo. Duas fatias a seguir, comecei a ver alguns rasgos de fruta esverdeada. Decidi então começar a retirar o resto da casca. Cortei e cortei, e nem sinais de fruta. Ao fim de quinze minutos já se via alguma cor, e passada meia hora, já quase metade dos gomos se podiam ver. Por esta altura, o pomelo era aproximadamente do tamanho de uma laranja grande. Decidi então abri-lo ao meio com os dedos. Após algum esforço, o pomelo cedeu. Esperava que, depois de tanto trabalho, pudesse pelo menos encontrar um brinde no interior, uma figa de metal para usar ao pescoço, ou pelo menos (dada a origem do fruto) um papelinho com uma mensagem Zen. Mas nada. Nem sequer a fava.
Feliz com mim próprio, comecei então a comer o fruto. Neste ponto, queria dar um conselho aos meus leitores: se alguma vez se encontrarem com um pomelo, não comam a pele que cobre os gomos, a não ser que retirem prazer de ruminar coisas sem sabor durante meia hora. Como disse, comecei a consumir o fruto. Não é ácido nem doce. Nem amargo, nem salgado, nem picante, nem nada mais que se consigam lembrar. Ainda assim, tem um ligeiro sabor a qualquer coisa não identificável, e pode-se dizer que não é tão mau como uma toranja (que realmente sabe a água, ou tem ainda menos sabor - sendo assim, tão interessante como o grupo musical homónimo). Mas para o trabalho que dá, mais vale comprar um sumo de laranja acabadinho de espremer ali no café ao pé da minha casa (que, aproveito para dizer, tem umas sandes de queijo divinais).
E é tudo. Para a semana que vem, as abóboras do Entroncamento.
Opus: Bolero - Ravell
publicado por товарищ Vostradamus às 12:34
link do Manifesto | Debater | Adicionar ao Livrinho Vermelho
|
18 comentários:
De Crystalzinho a 21 de Janeiro de 2007 às 11:48
E o pomelo vende-se ao quilo?? é que assim nem quero provar, deve ficar caríssimo .
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

E o pomelo vende-se ao quilo?? é que assim nem quero provar, deve ficar caríssimo . <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Bjs</A> <BR>
De Facho a 23 de Janeiro de 2007 às 23:41
New look...uauu.
Pomelos, dispenso. Sandes mais mais são as torresmos e queijo da tasca do ti Toinho.

счастливого нового года 2007
De Mony a 2 de Fevereiro de 2007 às 22:53
GAY!
De Mony a 2 de Fevereiro de 2007 às 22:54
GAY GAY!!
De Mony a 2 de Fevereiro de 2007 às 22:54
PODRE DE GAY!!
De Mony a 2 de Fevereiro de 2007 às 22:55
GAY ATÉ BATER COM UM PAU (NESSE CU)!!
De Mony a 2 de Fevereiro de 2007 às 22:57
VAI MAS É SATISFAZER OS TEUS DESEJOS ORAIS E ANAIS COM 3 CAVALOS!!
De pataphisico_azul a 2 de Fevereiro de 2007 às 23:02
Sim eu admito... Sou gay... Não quero cavalos mas prefiro que me insiram minhocas na cavidade anal... A sensação dos movimentos delas dentro do meu recto deixam-me louco...
De Ana a 12 de Outubro de 2007 às 19:51
Conheci o teu site atravéz dos teus comentários no blog da minha amiga FM, e mesmo sem te conhecer... deixa-me dizer-te que: És demais!
Desculpa... a maneira como respondes a certos comentários no teu blog, que mereciam ser logo apagados e ignorados... deixou-se sem palavras e não resisti a comentar.
Se és gay, ou comunista, ou equilibrista, ou astronauta não me interessa nadinha... Mas deves ser muita divertido e (sem ofensa) um granda maluco e os outros cheios de ódios e frases feitas nem aproveitam a vida.
De a2dcpkpataphisico_azul a 2 de Fevereiro de 2007 às 23:18
Por favor... Eu não passo de um solitário que só escreve merda pois simplesmente deseja que lhe rebentem as crostas anais... FODAM-ME! EU QUERO É PISSA! DE PREFERÊNCIA AS VOSSAS BEM AFUNDADAS NO MEU REGO!! Depois peço que por favor defequem na minha boca para eu saborear a vossa merda... Aah... Só de imaginar as vossas pilas a mijarem-me para dentro do cu fico com vontade de meter vegetais no anus...
De Vostradamus a 3 de Fevereiro de 2007 às 22:26
Hmmm... Parece que alguém por aqui tem uma imaginação muito refinada sobre estas coisas... Talvez eu pudesse ir a tua casa, e trocavamos experiências...

Argumentar

товарищи

Lenin

Manifestos recentes

Abençoados

10 de Junho

Year Zero

Descoberta fantástica!

Fruta

A luta continua!

Após uma tragédia no meu ...

O Natal

Eu

Aquecimento global

God-Zilla

Materialismo dialéctico

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Carlos

pesquisar

 
Marxismo

Ligações obscuras

eXTReMe Tracker

subscrever feeds