Pai_dos_Povos

Domingo, 22 de Fevereiro de 2004

Teatro Erudito

Como podem constatar, tudo neste blog é erudito. até o desporto - pelota basca - é erudito. Ora, intelectual que se quer pseudo, tem necessariamente de se interessar e focar nas suas interacções sociais - normalmente tentativas de engate falhadas, devido ao peso excessivo de paleio teórico sobre a merda sem cheiro nas conversações entabuladas - certos motivos de interesse. Uma pecha até agora no nosso blog erudito anti-blog e anti-pseudo-intelectuais é o TEATRO! evidentemente, pseudo-intelectual que é pseudo-intelectual tem de se interessar por teatro. por teatro e por tudo o que é arte, evidentemente. em primeiro lugar convinha esclarecer o que se entende por arte, mas isso fica para outro assunto. bem como design finlandês - sobre isso discursarei lá mais para o fim da semana, pois está presente no Centro Comercial de Belém uma exposição intelectualíssima e refinadíssima de um designer finlandês. Mas voltemos ao teatro. Falemos de peças para pensar. um conceito grandioso. magnifico. que coisa excelente, vamos ao teatro e vimos algo que nos transcende, fruto de uma mente genial, que só os privilegiados conseguem compreender. Oh si cariño, me gusta. quer dizer...e o engraçado é que os palermas todos que lá vão armar-se compreendem. duh! uma peça - por exemplo - onde a história principal é sobre 2 gajos que andam aos pulos atrás um do outro e as gajas parecem os macacos do rochedo de gibraltar atrás de bananas - só que mais peludas e com um bigode digno de um sheriff do far-west. e depois vêm-me dizer que a peça é sobre amor? bem, acabo de ver na TVI o filme "A fúria do herói", com Sylvester Stallone no papel de John J. Rambo, e sinceramente, prefiro ver o Rambo num momento zen a partir a focinheira toda a um polícia pacóvio do que estar a ver discursos sobre nada, que ninguém percebe e além do mais não querem efectivamente dizer nada. mas, sim! falar sobre os problemas capilares dos rinocerontes do rwanda, ou sobre as filosofias budistas e sobre yoga - sobre a malta que faz yoga quero partilhar convosco 1 estatística - 50% não gostam de mulheres, os outros 50% são gays -, tudo merdas boas para quem não tem nada para fazer. fdx. vão ver o rambo. ao menos quem vê o rambo não anda com teorias filosóficas nem armado que sabe tudo. quem vê o rambo não quer saber de poesia, construção civil no alaska - fazer iglos é um negócio quente -, pelota basca, bloco de esquerda, ou michel foucault; não é aquela que finge que sabe tudo sobre arte e cultura, quando o que precisam é de ir às putas. yoga? budismo? filosofia? teatro? opah, quem vê o rambo pegar numa marreta e partir um marco do correio, ou andar pelas ruas de uma cidade com uma anti-aérea a tiracolo, tudo isto na maior, sem problemas, não se preocupa com tolices dessas. O que fazia cá falta em Portugal era um Rambo, mas em vez de andar à caça de vietnamitas ou de comunistas, podia muito bem andar à cata de pseudo-intelectuais e da malta do bloco de esquerda. teatro? olha a ultima vez que fui a um teatro desses ditos de vanguarda adormeci lá dentro e a vontade que tinha antes de adormecer era de espetar um prego a ferver nos meus próprios olhos. e ainda me cobraram uma exorbitância qualquer, que dava para ler a bola e comer um courato. mas acho que o burro sou mesmo eu, visto que fui dos poucos que achou que aquilo era uma merda, que a história era tão má como ter um sonho erótico com a Manuel Moura Guedes, se não pior! os pseudo-intelectuais e os artistas (palavra que confere um novo significado para a palavra vadios, da qual é um sinónimo) de elite todos elogiaram: é do melhor, que belissima encenação, isto é genial. eu sinceramente, tenho mais do que fazer ao meu tempo e ao meu dinheiro do que andar a ver um bando de histéricos com problemas de integraçao social - e não são extra-comunitários - a lamber o cu uns aos outros, a praticarem masturbação intelectual - se calhar é mais masturbação só, visto que o intelecto ali é a modos que reduzido. eu prefiro mesmo ver o Rambo, ler a bola, atirar o dinheiro para a sarjeta ou até mesmo - pasme-se - dá-lo ao elefante do jardim zoológico para ele tocar a sineta. é a vida. mas eu não sou pseudo-intelectual. nem intelectual sou. eu gosto do rambo, de gajas, de cerveja, de futebol, de maltesers, fazer crochet e partir blocos de cimento à cabeçada. posso até gostar de ir ao teatro ou de ver filmes de realizadores das ilhas faroé ou de jogar xadrês com um trolha guineense. cada um sabe de si! e o vinho é que induca e o fado é que enstrói! mas ao menos não sou intelectual. se fosse punha aqui um final do género: e agora, enquanto queimo incenso em honra de iémanjá, vou beber um infusão de ervas tibetanas e ler um livro sobre paz espiritual, para meditar quando for para o vale dos lençois. mas não :-| vou mesmo comer chocapic com leite, e vou ler o tio patinhas. ou jogar um jogo de carros. Resistam Camaradas.
publicado por товарищ V. E. às 17:36
link do Manifesto | Debater | Adicionar ao Livrinho Vermelho
|
8 comentários:
De image a 26 de Fevereiro de 2004 às 09:32
Onde andas tu, Acolito? lol
De mordaz a 26 de Fevereiro de 2004 às 09:16
ao ler-te por aí espalhado em comentários, vinha procurar umas coisas novas no teu blog. não faz mal. reli!
De encandescente a 26 de Fevereiro de 2004 às 03:17
Em certos aspectos dou-te razão. Eu por exemplo choro sempre a ver o Rambo, ele sim, é o exemplo do homem sofredor mas que vence sempre tudo e todos.O Rambo inspira-me tento seguir-lhe as pisadas,tenho uma certa dificuldade nos triceps claro, mas estou a esforçar-me. Quanto ao teatro é assim.. existe não é? Vai-se lá a gente depois passa por intelectual e finge que não gosta do Rambo.AH outra coisa que admiro, os actores, excelentes por sinal, dos filmes do canal Vivir, sempre com a moral levantada, gosto de gente assim que faz de tudo uma afirmação. Quanto ao blog de esquerda agradecia que não o difamasses aqui. Estou a tentar entrar nas listas para fazer carreira politica, tem gajos giros pá.Eu gosto de ler a Mafalda, comer bolachas Maria com montes de doce de cereja e ler os romances do Paulo Coelho. Um ósculo
De fairy_morgaine a 25 de Fevereiro de 2004 às 01:08
hmmm..então acólito? estás de férias? preciso dos teus posts para acordar a mente de manhã ;)
De image a 24 de Fevereiro de 2004 às 18:45
Gargalhadas Acolito:) És giro a escrever. Também não gosto de intelectuais, caramba que coisa! Gosto da tua frontalidade, humor crítico, e carago, gosto de ti sem te conhecer:) beijos
De mordaz a 24 de Fevereiro de 2004 às 18:36
e eu que pensava q escrevia muito nos postes, porra, pilares, não posts. Finalmente!!
De Acolito Espirita a 23 de Fevereiro de 2004 às 18:12
Eu gosto da novela das gajas - morangos com açucar - por motivos óbvios...
De fairy_morgaine a 23 de Fevereiro de 2004 às 06:09
lololol
realmente concordo com tudo o que dizes.isto lembra-me um gajo que foi editado, um "poeta" que escreveu um poema sobre a constituição de uma sanita.os nomes dos componentes.e eu claro morri a rir enquanto lia aquilo.poesia que ninguém entende, nem sente mas que é muito in ler.
bah.assumam os vossos gostos e convivam com eles.odeio pseudo-intelectuais.embora não goste do rambo :s mas gosto da novela da tarde LOL

Argumentar

товарищи

Lenin

Manifestos recentes

Abençoados

10 de Junho

Year Zero

Descoberta fantástica!

Fruta

A luta continua!

Após uma tragédia no meu ...

O Natal

Eu

Aquecimento global

God-Zilla

Materialismo dialéctico

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Carlos

pesquisar

 
Marxismo

Ligações obscuras

eXTReMe Tracker

subscrever feeds