Pai_dos_Povos

Segunda-feira, 22 de Março de 2004

I like The Drugs, But The Drugs Don't Like Me

Falemos das drogas legais: bem, comecemos pelo café. Claro que toda a gente já ouviu dizer que o café faz mal á saúde, que se deve beber nao mais que dois por dia... tanga. Uma pessoa perfeitamente saudavel, sem problema nenhum, principalmente de coraçao, pode beber até cerca de 15 bicas por dia. Foi um médico que me disse isto. Claro que, mostrem-me esta pessoa, que merecia andar num desses freak shows de feira. Mas só por isto o café é uma droga de merda. Passemos agora ao alcool. O bonito do alcool é que um verdadeiro viciado nao é capaz de manter uma vida normal. Temos o famoso exemplo de uma personagem da cinematografia portuguesa a estabelecer conversaçao com um poste de iluminaçao. Neste ponto, pode ser comparavel à heroína. Mas a habituaçao a esta nobre droga só é conseguida após muito esforço e muitas noites, por vezes até dias, de bebida. Assim, está bastante longe da heroína, já que esta causa habituaçao muito rapidamente, e também uma habituaçao muito mais forte (falo aqui de habituaçao física, já que a psicológica dava um livro, nao um blog). Mas há uma outra droga legal que em termos de habituaçao pode ser comparada com a heroína: o tabaco. Quem fumar, deve lembrar-se que nao é preciso sequer um maço inteiro se ficar viciado. Apenas os sintomas de abstinencia sao mais ligeiros.


Falemos entao de outras drogas. Os nossos amigos pseudo-qualquercoisa querem legalizar as drogas leves. Em primeiro lugar, nao percebo porque é que lhes chamam leves. concerteza nunca apanharam com um calhau de chamon dos grandes nos cornos. Há também quem lhes chame ligeiras, talvez porque sejam rápidas. Por um lado tem razao, um tipo fuma um charro e aquilo nem dá para curtir a moca durante uma noite inteira, passa logo depois de duas ou tres horas; mas por outro lado, nunca ouvi falar de nenhuma planta, nem sequer a Cannabis Sattiva, mais rápida que um cavalo... Quanto às razoes para legalizar as drogas supostamente "leves", já nem me lembro bem quais sao. Supostamente nao causariam uma habituaçao tao forte como as drogas duras (ou o tabaco), ou nao alterariam o modo de vida do individuo habituado de um modo tao radical como algumas drogas duras (ou o alcool). Bem, estaremos a assumir que quem fuma haxixe nao bebe e nao fuma, e nem sequer mistura a dita droga com tabaco. Dito isto, gostaria de apresentar algumas razoes contra a legalizaçao das drogas leves: primeiro, sao drogas para meninas. Se se querem matar, bebam vinho, vodca, ou até do escoces, se quiserem, apesar de também ser uma bebida que provavelmente tem o mesmo sabor que uma mamada ao principe Carlos, ou fumem cigarros, charutos, cachimbo, beedies, e por ai adiante; segundo, aqueles pseudo defendem a legalizaçao só para serem radicais e diferentes (de frentes), por isso cá o povo faz-lhes a vontade e fica contra eles (e dá-lhes por trás). Já dizia o meu avo que Trotskista feliz é Trotskista na oposiçao, mesmo o próprio Trotski nunca esteve muito contente quando pertenceu ao governo do Lenin.


Gostaria agora de falar um pouco sobre as drogas duras. É também um mistério a razao de serem chamadas de duras. Só mesmo um Louça é que achava que o chamon é menos duro que umas gramas de coca, tao suave, tao leve, como algodao...ou mesmo o cavalo... Quanto aos seus efeitos, é verdade que causam uma habituaçao bastante mais forte (tipo tabaco), ou que a sua habituaçao pode mesmo causar alteraçoes na vivencia do viciado (i.e., o indivíduo nao consegue ter uma vida normal, assim como o alcoolico). Podiamos até falar de doenças que sao causadas por estas drogas duras, muitas vezes crónicas, normalmente no fígado (mas nao tao graves como pelo alcool). Mas se fossemos por ai, tinhamos que falar também das doenças crónicas que sao causadas pelo uso prolongado de canabonoides, como por exemplo a esquizofrenia. Entao eu gostava de dizer só mais uma coisa. Se querem ser fixes, e fumar droga no Bairro, radicais, maus, ou o que vos der nos cornos, deixem lá essa merda de drogas leves. Isso é droga para menina teenager que viu na televisao. Drogas duras é qué!!


Legalize hard drugs now!!!

publicado por товарищ V. E. às 12:12
link do Manifesto | Debater | Adicionar ao Livrinho Vermelho
|
11 comentários:
De pataphisico_azul a 30 de Março de 2004 às 04:45
Respondendo ao comentário do Sr. Reinehr (pois, se nao fosse um alemao a vir falar de "mais adaptados"...), claro que concordo com as drogas como elemento de selecçao natural: tenho sempre esperanças que um puto radical acabado de votar no bloco, ou um fascista defensor da evoluçao da humanidade para uma espécie superior se passeiem todos charrados, percam o equilíbrio e batam com a cabeça numa pedra aguçada...
De tass a 28 de Março de 2004 às 04:56
adorei este blog, já agora, gostava só de recomendar um outro bom blog, recente,trata-se do www.cin7ma.blogspot.com tem críticas dos filmes, votaçoes e podem interagir com os críticos da página, descobri hoje e achei optimo, aliás, já adicionei aos meus favoritos abraços!
De Rafael Reinehr a 28 de Março de 2004 às 04:40
Bloqueando o uso de drogas, quer sejam elas consideradas leves ou pesadas, está se fazendo uma barreira a uma importante ferramenta da natureza para a evolução da humanidade: a Seleção Natural, segundo a qual somente os mais adaptados sobrevivem. Aqueles que sucumbem frente ao poder destes tóxicos, certamente seriam, segundo Darwin e, talvez aqui inclua minha opinião, menos aptos a sobreviverem e procriarem...
De wind a 26 de Março de 2004 às 17:56
lololol
De pataphisico_azul a 26 de Março de 2004 às 01:36
A questao desse particular detergente, o homo, que é também uma das preferidas desses trotskistas (nomeadamente casamentos, e tal), é uma que eu preferia nao discutir.
De wind a 25 de Março de 2004 às 04:58
eheheh. O tide também é bom. lololol
De Acolito Espirita a 25 de Março de 2004 às 04:15
Efectivamente, os Pachecos Pereiras aqui da zona andam a baldar-se a publicar artigos. mas é com agrado que noto que ainda existe quem partilhe da ideia de que trotskista feliz é trotskista na oposição - eles tão sempre lá, são do contra, como aquele burro, o cadichon. quanto às drogas leves e duras, sugiro omo mão, lava mais branco.
De wind a 24 de Março de 2004 às 09:08
Gargalhadas, olha que ias gostar. lololol
De pataphisico_azul a 24 de Março de 2004 às 04:14
O pataphisico_azul reconhece que foi caçado com as calças na mao: nunca apanhou com um calhau de chamon dos grandes nos cornos...
De umlugar a 22 de Março de 2004 às 12:59
Uma simples questão: escreve-se, aqui, com conhecimento de causa ou nem por isso?

Argumentar

товарищи

Lenin

Manifestos recentes

Abençoados

10 de Junho

Year Zero

Descoberta fantástica!

Fruta

A luta continua!

Após uma tragédia no meu ...

O Natal

Eu

Aquecimento global

God-Zilla

Materialismo dialéctico

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Carlos

pesquisar

 
Marxismo

Ligações obscuras

eXTReMe Tracker

subscrever feeds