Pai_dos_Povos

Sexta-feira, 3 de Setembro de 2004

Musica intelectual - Os Toranja

Como é sabido, nós os camaradas do blog, somos verdadeiros intelectuais eruditos de esquerda, daqueles de boina preta e lencinho vermelho (não confundir com os paneleiros do Bairro Alto nem com os alentejanos debaixo do chaparro). Estou a falar daqueles intelectuais de pacotilha com a mania que são francófonos. Ou frangófonos. Ora que mais podemos chamar as estes filhos da puta do que "pseudo-francófono"? Se francófono já é um insulto digno de duelo até à morte com armas de plástico, que dizer de pseudo-francófono? É um quase imigrante, como um imigrante é um quase papagaio, um pseudo-papagaio-francófono: aprendeu umas palavritas em Franciú (a língua da Republique Française) e prontos, vem pra Pórtegal passar o seu querido mês de Agosto e reproduz o que aprendeu.


Mas o que tem isto a ver com os Toranja? Provavelmente nada, mas nós vamos mostrar que até pode existir um ponto de ligação, se calhar o ponto de rebuçado. Ou se calhar não. De facto, os Toranja tornaram-se conhecidos por causa de uma música que passava aí numa novela da TVI - não sei o nome - daquelas que as reformadas, as retardadas, enfim, que todos os analfabrutos de portugal vêem. Logo essa musica - como qualquer musica de novela - começou aí a passar na rádio comercial e na RFM e na Rádio Festival e na Rádio Clube de Matosinhos e na Rádio Pirata de Canal Caveira. Um sucesso. E logo os Toranja tiveram os seus 15 minetes de fama na TV portuguesa a fazer playback do seu tema.


E quem são os Toranja? Boa pergunta, a que eu não sei responder. Posso contudo dizer-vos que são uns pseudo-intelectuais com a mania que são eruditos (vide o nome do album, "Esquissos"? Késsa merda? Algum detergente do LIDL para limpar canos? Uma nova marca de pensos higiénicos? Fádasse!) e que, graças a uma musica foleira da novela, agora são uns geniozinhos que andam por aí. A musica em si, não tem nada de mal, é só horrível. Prontos, é daquelas que um gajo nem dá por ela, não fosse a estupidez das letras. Ora as letras são muitos fáceis de fazer para os pseudo-intelectuais: escreve-se uma data de palavras dificeis a seguir umas às outras, uma no fim para rimar, e depois diz-se isto num tom de quem tá a apanhar no cú (e mais grave, que tá a gostar). Vamos ver:


Pterodactilus audácia fenestrado bonomia


cubismo Ulan-Bator merencório intuscepção


míriade co-seno bras-tendu limnografia


anquilose anguiforme obstrucionismo cabrão


É só dar aqui um jeitinho, e a coisa vai lá. E arranjar um parvo de barba, ar de brenho, e voz de quem leva no cú (e gosta) pra cantar, e já tá um sucesso intelectual.


Letras profundas, na linha de Bertold Brecht, Rimbaud, Quim Barreiros ou até mesmo de Chuck Norris. E mais!! Ninguém precisa de compreender o que queremos dizer, pois toda a gente vai compreender. Compreenderam? Então é assim, um gajo diz o que diz e depois e tal pah, tá dito e quem compreende é inteligente e culto e erudito e quem não percebe é burro e xunga e paneleiro e pedófilo e padre frederico.


Cá está como se fazem letras erudita. Agora o mais dificil: arranjar forma disto passar numa novela da TVI: mete-se-lhe em cima uma musica na onda de um cantor da moda erudito, intelectual, que nem sabe o que diz e pronto, já tá!


Falámos aqui de Toranja. Porquê? Porque são pseudo-eruditos e intelectuais. Podíamos ter falado por exemplo dos Blind Zero (os pearl jam americanos), de José Cid (o cliff richard inglês), de Quim Barreiros (o Quim Barreiros português) ou da Britney Spears portuguesa (Cláudisabel). Mas decidimo-nos pelos Toranja, os Jorge Palma portugueses. Porque sim, e porque detestamos a música deles (engraçado que já ouvimos falar deles à colhões e até agora só se conhece uma musica do CD. Wonder why...)


E porque é que eu postei isto? Porque vinha agora no carro e tava a dar essa merda dessa musica na rádio, e tava a passar no sol musica (a TVI ibérica, versão ainda mais pimba) quando cheguei a casa.


E assim acontece.

publicado por товарищ V. E. às 18:05
link do Manifesto | Debater | Adicionar ao Livrinho Vermelho
|
5 comentários:
De Acolito Espirita a 8 de Setembro de 2004 às 13:39
Ah, e por mim os mão morta eram ostracizados, conquilhados e ameijoados, pois não gosto nada deles.
Melhor grupo português é o grupo desportivo de avanca.
De Acolito Espirita a 8 de Setembro de 2004 às 01:53
O Tchern-ignóbil, vai mas é distribuir bóias para a doca seca de lisboa com o teu idolo chiquinho betinho louçã vai.
E podes aproveitar e vai levar no cú com os teus idolos toranja e fernando rosas, o caquético.
Bloco de esquerda são os toranja da política, maus como o caralho.
De raindogs a 8 de Setembro de 2004 às 01:03
Pelo menos estes não querem ser rappers ou hip-hopers, yó (ou qualquer dessa merda)...Convençam-se de uma coisa...se são brancos, ESQUEÇAM.
Acho sempre irónico que uma das melhores bandas portuguesas (talvez a melhor mesmo) os Mão Morta tenham sido ostracisados pelo sistema, mas sobrevivido.
De Tchernignobyl a 7 de Setembro de 2004 às 07:19
O Che adorava meninos. Vocês por acaso não são aqueles Comunas da Casa Pia?
De speak_easy a 6 de Setembro de 2004 às 04:10
E VIVA À RADIO CLUBE DE MATOSINHOS!!!
parabens pelo blog ta mto bom!

Argumentar

товарищи

Lenin

Manifestos recentes

Abençoados

10 de Junho

Year Zero

Descoberta fantástica!

Fruta

A luta continua!

Após uma tragédia no meu ...

O Natal

Eu

Aquecimento global

God-Zilla

Materialismo dialéctico

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Carlos

pesquisar

 
Marxismo

Ligações obscuras

eXTReMe Tracker

subscrever feeds